terça-feira, 30 de agosto de 2011

Despedida do movimento LEOístico

Existem decisões que não são fáceis, principalmente quando se está feliz como nunca em determinado momento, mas a despedida faz-se necessária.
Um mês após a minha despedida do movimento LEOístico e ainda em meio a tantos pedidos para que eu retorne ao LEO Clube, tanto pelos meus queridos Companheiros LEOs, amigos que fiz em Unaí/MG e em várias outras cidades deste país, como pelos membros do Lions Clube, pessoas que sempre me apoiaram e até mesmo aqueles que poucas vezes tive contato e até me surpreenderam ao saber da minha saída... Enfim, não foi e não está sendo fácil deixar o quadro de associados do maior e melhor clube social do mundo!
Mas saio com a absoluta certeza de que apenas não estarei fisicamente participando, mas meu coração nunca vai deixar de ser LEO.
Quem sabe um dia as coisas mudem e eu possa voltar... nada é impossível quando se quer de verdade.
 Por enquanto compartilho com vocês minha carta de despedida enviada no dia 30 de julho de 2011 aos meus Companheiros do LEO Clube Unaí/MG. Dando publicidade a ela, também é uma maneira de dar satisfação aos meu amigos-companheiros Brasil à fora.


Querida família LEOística,

inicialmente quero afirmar o valor da liderança e da amizade. Desde dezembro de 2008 e ao longo dos dois anos e meio de movimento como sócia ativa do LEO Clube Unaí (apesar de conhecer e ter participado dos trabalhos ainda no ano de 2006), tive a oportunidade de aprender que união, força de vontade e idéias caminham juntos neste movimento do qual me orgulho de pertencer. Aqui ao longo do tempo, das viagens, dos e-mails e até mesmo do contato apenas por redes sociais, obtive grandes ensinamentos e o primeiro deles é o valor da palavra COMPANHEIRISMO.

Mesmo diante de circunstâncias adversas, onde sei que por defender aquilo que acho justo e correto, me excedi e magoei pessoas que não mereciam; mesmo quando por circunstância do dia-a-dia não pude estar presente nas atividades LEOísticas como deveria; mesmo diante dos erros, aprendi que o companheirismo vai além de todas essas falhas. A gente aprende o valor do pedido de desculpa e sua aceitação, do perdão e do “tá tudo certo”! Agradeço imensamente por todas as vezes que ouvi isso de vocês e que me concederam o privilégio de dizer isso também.

Hoje diante das circunstâncias da vida, ainda que prematuramente, terei que deixar este belo e nobre movimento. Ter que me abster de estar com vocês em todas essas atividades e aprender em cada conversa uma nova lição de liderança e trabalho em equipe, não é uma tarefa fácil.

Digo prematuramente, porque todos sabem que não estava nos meus planos ter que deixar o movimento LEOístico tão cedo e logo agora que dois grandes líderes me confiaram cargos de diretoria no clube de Unaí e perante o nosso Distrito LEO LB-3. Então o meu pedido de perdão por deixá-los literalmente “na mão”, vai para o C.LEO Pablo Ribeiro (Presidente do LEO Clube Unaí/MG) e para o C.LEO Hugo Peres (Presidente da Gestão 2011/2012 do Distrito LEO LB-3). Sempre deixei claro para vocês o meu amor por este movimento, hoje deixo claro o quanto me dói ter que entregar não os cargos da gestão, mas sim por entregar esta carta de despedida. Escrevo-a com lágrimas, mas também com muito amor. Sei que vocês farão o melhor; a minha insatisfação é que não vou poder ajudar na concretização. A vocês minhas sinceras desculpas!  

Quando iniciei esta carta com a palavra Família, não foi à toa. Dizem que amigos são os familiares que a gente escolhe. Tenho o privilégio de ter formado uma grande família neste movimento. Pessoas que me ensinaram valores e princípios que guardarei para sempre como lições de vida. Aos meus Companheiros LEO’s de Unaí/MG, com quem mais convivi e me deram o privilégio de fazer parte de suas vidas, o meu pedido de desculpas. Desculpas pela impaciência diária, desculpas por não estar sempre com vocês em todos os momentos, desculpas pelas palavras não ditas, pelos abraços não dados; acredito que fui eu quem mais perdi com isso tudo. Mas também tenho a agradecer, pois entre uma e outra abstenção também foram muitos abraços, muitos conselhos, muitos beijos, muitos sorrisos, muitos telefonemas, mensagens, e-mails, visitas, palavras amigas e críticas bem-vindas. Tudo isso ajudou para que eu me tornasse uma pessoa melhor; mais humana e aberta para as relações. Aprendi com vocês meus companheiros-amigos, o valor da verdadeira amizade.

Só Deus sabe o que está sendo deixar este clube hoje, mas sei que o trabalho irá continuar ainda mais forte, mais belo e mais dinâmico, porque sei que deixo muito do meu amor pelo movimento em cada um de vocês! Só peço o compromisso de que continuem fazendo o melhor, não por mim, mas por toda a sociedade que clama por ajuda e merece a atenção e a liderança transformadora de vocês.

Tenho um agradecimento especial a fazer, a duas pessoas pelas quais devo tudo que o LEO Clube representou, representa e ainda representará na minha vida. A primeira é o ex-C.LEO Fernando Lacerda, quando em 2006 me apresentou este clube social e que me fez admirá-lo de imediato, tanto que mesmo estando longe por dois anos nunca deixei de acompanhar as atividades. O segundo é o meu padrinho e grande amigo C.LEO Bruno Cordeiro, pessoa que persistentemente (como ele bem sabe ser) conseguiu me trazer ao movimento para finalmente ser associada em 2008. Espero meu amigo ter correspondido a todas as suas expectativas porque muito ficou em mim seus ensinamentos. Mesmo em nossas discussões, você sempre soube separar muito bem as questões administrativas de nossa amizade. Tenho muito orgulho de ter entrado neste movimento por suas mãos. Muito da sua determinação levo para a minha vida. Líderes como você (apesar de muitas vezes discordamos) são essenciais para o LEOísmo e para a nossa comunidade. Bruno e Fernando, muito obrigada!

Finalizar é a tarefa mais difícil entre todas, mesmo quando estamos fazendo simples trabalhos escolares, não é verdade? Chegar a uma conclusão sobre todo o aprendizado de maneira sintética é quase impossível, mas de uma coisa eu sei: no LEO eu vivi momentos magníficos e aprendi que servir é o maior ato de um grande líder.
Deixo a vocês o dever de continuar essa belíssima trajetória e estarei sempre à disposição para fazer tudo que estiver ao meu alcance (e o que não estiver tentarei me superar para dar o famoso “jeitinho” e ajudar).

Esta é uma carta de demissão que se faz necessária pelas circunstâncias da vida, mas não de adeus ao movimento. Farei de tudo para que seja apenas um até breve.

Guardo todos vocês comigo e deixo também meu fraterno abraço LEOístico e um enorme beijo no coração de cada um!

LEOísticamente,

Giselle Borges Alves.
LEO Clube Unaí “Marina Góes”
Unaí/MG
Distrito LEO LB-3/DM LEO LB/Brasil.



Fonte da imagem: Idealização C.LEO Peterson Sene - LEO Clube Uberaba "Fábio Terra" - Uberaba/MG.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

"...Aí ele chega, tão lindo. E vai embora, tão feio. E liga, tão bobo. E some, tão especial. E eu morro, ainda que não ligue a mínima. E eu não tô nem aí, ainda que pense o tempo todo em não estar nem aí."
(Tati Bernardi)


terça-feira, 23 de agosto de 2011

Não se perdem no tempo...

Uma espera no portão.
        Os traços de uma escrita forte.
              O perfume das flores que enobrece o ar.
                     À moda antiga.
                           Algumas coisas ainda têm seu valor. 














(Gisa Borges)

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

"...não podemos evitar que a vida trabalhe com o seu relógio invisível tirando o tempo de tudo que é perecível... É impossível esquecer você."
 
(Trecho da música "Impossível" da Banda Biquini Cavadão)

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Frase - Caio Fernando Abreu



"Venha quando quiser, ligue, chame, escreva - tem espaço na casa e no coração, só não se perca de mim."


sexta-feira, 12 de agosto de 2011

... e o vento vai levando tudo embora...


As coisas, as pessoas, os planos... Um dia tudo passa.
Como um trem que para de estação em estação
Deixamos muito pelo caminho
Segue conosco apenas os sentimentos pelos que devem seguir outros destinos
Novas pessoas, coisas e planos pedem passagem...
Como no verso da música, se os olhares não seguem mais a mesma direção, deixe que o vento leve tudo embora.
A brisa se encarrega de trazer novos ares.


 “[...]E o vento vai levando tudo embora.” (Música “Vento no litoral” – Legião Urbana)

terça-feira, 9 de agosto de 2011

O sábio Machado de Assis

Li o seguinte texto e achei métrico para a definição do valor da mulher. Machado de Assis, soube traduzir em palavras o que todas nós já sabemos...

"Mulheres são como maçãs em árvores.
As melhores estão no topo.
Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar. Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão,
que não são boas como as do topo,
mas são fáceis de se conseguir.

Assim as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas,
quando na verdade, eles estão errados...

Elas têm que esperar um pouco para o homem certo chegar,
aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore."




Eis que não preciso de imagens para ilustrar a expressividade deste texto que também dispensa qualquer colocação. Sábio Machado de Assis.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Frase - Pe. Fábio de Melo


"Viver é exercício de desprendimento. É a aventura de deixar que o tempo leve o que é dele, e que fique só o necessário para continuarmos as novas descobertas."  
                                                                                                                   (Pe. Fábio de Melo)