quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Palavras apenas...

Hoje não existirão imagens para visualização nesta postagem.
Decidi simplesmente por palavras.
Muitas vezes as imagens podem nos levar a pensar, buscar idéias, imaginar... esse é o grande sentido delas.
Mas existem ocasiões que elas são desnecessárias...
... talvez porque chamariam mais a atenção do que o necessário...
... talvez porque as palavras não precisem de imagens para traduzir o que elas conseguem transmitir tão facilmente.
Mesmo gostando de imagens, hoje elas não estarão aqui.
Abdiquei também das letras de música, apesar de que não integralmente...
O título da postagem é bem sugestivo, poderíamos até lembrar de uma música da Cássia Eller... mas, não!
Não vou transcrever a letra dela aqui... Lembram-se? Resolvi abdicar da música também nesta postagem.
Também retirei daqui os versos e a poesia...
Hoje não estou a fim de estar aqui para demonstrar facetas dos sentimentos.
Abdiquei hoje também dos ideais políticos, dos dizeres de libertação.
Só não abandonei a crônica.
Ah, esta me acompanha diariamente.
Alias este blog tem virado exatamente isso... crônicas do cotidiano "Giselle" de ser.
Longe de ser algo a ser seguido por alguém, apesar dos seguidores que leem estes textos semanalmente... tanto aqueles que deixam suas mensagens, como aqueles que me encontram nas ruas da cidade ou numa viagem que faço e me param para relatar sobre algo que descrevi aqui e que gostaram... a nenhum de vocês eu recomendaria esta leitura cotidiana. Mas parece que quanto mais algo é estranho, mais as pessoas gostam. Então em todo caso, leiam. Deve ter algo de interessante em tantas postagens malucas; em tantas coisas estranhas. Tudo bem, digam... "este blog é realmente a sua cara!"... isso não me espanta, porque eu também gosto de gente esquisita.
Gente que mistura verso, prosa, poesia, musica, política, futebol, filantropia, sonhos, simbolismo, citações, divagações... parece que pessoas assim estão mais próximas de nós.
É estou bem perto de vocês. Acho que por isso, hoje optei pelas palavras.
Deveria por isso ter algo mais interessante para colocar aqui. Algo que levasse a vocês a refletir sobre a vida, sobre escolhas, sonhos, lutas, conquistas... Mas nem eu mesma tenho a fórmula certa. Será que existe fórmula?
O que tenho visto ultimamente é que cada vez que se tenta ser mais simples e objetivo, parece que é mais fácil alcançar a felicidade. As vezes queremos tantas coisas ao mesmo tempo e esquecemos de simplesmente viver o hoje, o agora!
Existem pássaros cantando neste momento aqui na janela do escritório, escuto tudo absolutamente em silêncio e transcrevo essas palavras agora.
Ah, o silêncio... ele nos leva a pensar, a escrever, a transformar.
Optem pelo silêncio e pelas palavras. Esqueçam das imagens por alguns instantes; deixem o lado poético de lado; permitam-se apenas a escrever qualquer coisa. Adoro fazer isso, me distrai. Experimente!
Eu confirmo... é viciante!

(Gisa Borges)

8 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir